Aderência aço-concreto: Simulação numérica dos ensaios de arrancamento pull-out e APULOT usando o programa ATENA

Monica Pinto Barbosa, Alysson José Tavares, Túlio Nogueira Bittencourt, Michel Lorrain

Abstract


A aderência entre o aço e o concreto é fundamental para a existência das estruturas de concreto armado, uma vez que os dois materiais atuam em conjunto para absorver os esforços solicitantes. O fenômeno da aderência é considerado complexo no que se refere aos vários fatores que o influenciam. Vários tipos de ensaios de aderência foram propostos ao longo dos anos. Um deles é a proposta modificada do ensaio de arrancamento denominado pull-out-test, que foi elaborada por Lorrain e Barbosa [1] denominado de ensaio APULOT. Baseados nos resultados experimentais obtidos por Vale Silva [2] quer seja para os ensaios pull-out convencionais, quer seja para o ensaio pull-out modificado, APULOT, procura-se conhecer o comportamento numérico da aderência aço-concreto através de uma simulação numérica utilizando um código de cálculo chamado ATENA que é baseado no Método dos Elementos Finitos (MEF). A simulação numérica permitiu melhor avaliar a fissuração e a distribuição de tensões que ocorre durante o ensaio de arrancamento, tornando-se com isso, uma ferramenta de apoio preciosa ao projeto experimental que visa à validação, validação parcial, ou não recomendação do ensaio de aderência aço-concreto modificado – Ensaio APULOT – como ensaio de controle de qualidade do concreto armado. Os resultados numéricos obtidos apresentaram boa representatividade quando comparados aos resultados experimentais.



Please click here to visualize the most recent issue