CARACTERIZAÇÃO GEOMÉTRICA DE MACROFIBRAS POLIMÉRICAS

  • Alan Renato Estrada Cáceres Escola Politécnica da Universidade de São Paulo
  • Isaac Galobardes Escola Politécnica da Universidade de São Paulo
  • Markus Samuel Rebmann Escola Politécnica da Universidade de São Paulo
  • Renata Monte Escola Politécnica da Universidade de São Paulo
  • Antonio Figueiredo Escola Politécnica da Universidade de São Paulo

Abstract

As características geométricas das macrofibras poliméricas são importantes porque afetam o comportamento do concreto reforçado com fibras (CRF). Em vista da carência de publicações específicas no Brasil, adotou-se a norma europeia EN14889-2:2006 como parâmetro de referência para efetuar a caracterização. Assim, foi desenvolvido um plano experimental com o objetivo de avaliar a adequação de procedimentos de ensaio para a qualificação das macrofibras poliméricas destinadas ao CRF. Foram avaliados dois tipos de macrofibras. As medições do comprimento se efetuaram por dois métodos: o método do paquímetro, o qual consiste em uma medição manual, e o método de análise de imagens digitais, empregando o software ImageJ para processamento das imagens. Para a medição do diâmetro, além das metodologias já mencionadas, foi utilizado ainda o método da densidade, um método indireto que precisa do comprimento desenvolvido obtido por um dos métodos mencionados anteriormente. Da análise estatística se conclui que ambos os métodos de medição do comprimento são semelhantes e apresentam resultados equivalentes do ponto de vista estatístico. Porém, salienta-se que as macrofibras precisam ser previamente esticadas para ter maior exatidão nas medições com o paquímetro. Na determinação do diâmetro, o método do paquímetro tem a desvantagem de subestimar a seção transversal da macrofibra pela pressão que exercem as garras. Por outra parte, o método de imagens digitais apresenta a projeção do diâmetro em um único plano, com muita variação dimensional, porque as macrofibras são orientadas com a pressão da tampa do escâner. Assim, podem-se ter falsas projeções do diâmetro o que também depende do nível de torção das macrofibras. Conclui-se que o método do paquímetro, com o cuidado de esticar previamente as macrofibras, e o método das imagens digitais podem ser igualmente utilizados para medir o comprimento. Já para determinar o diâmetro da macrofibra, recomenda-se o método da densidade, cujos resultados não são influenciados pelo método escolhido para determinar o comprimento.
Published
Oct 13, 2015
How to Cite
CÁCERES, Alan Renato Estrada et al. CARACTERIZAÇÃO GEOMÉTRICA DE MACROFIBRAS POLIMÉRICAS. RIEM - IBRACON Structures and Materials Journal, [S.l.], v. 8, n. 5, oct. 2015. ISSN 1983-4195. Available at: <http://revistas.ibracon.org.br/index.php/riem/article/view/666>. Date accessed: 17 oct. 2019.
Section
Artigos