Estudo Experimental do Comportamento Mecânico do Concreto Autoadensável com Base na Mecânica da Fratura

Paulo Castro Guetti, Gabriel Oliveira Ribeiro, Pedro Serna Ross

Abstract


O objetivo principal deste trabalho é caracterizar o comportamento mecânico dos concretos autoadensáveis (CAA), tendo em vista a não linearidade física e os fundamentos da mecânica da fratura para materiais parcialmente frágeis. Para isso, buscou-se determinar a energia de fratura (Gf) e do comprimento da Zona de Processo de Fratura (cf), além do módulo de elasticidade, da resistência à tração e à compressão. Para tanto, foi realizada uma série de ensaios de flexão de três pontos em vigas de CAA e concretos convencionais vibrados (CCV), com entalhe no meio do vão, sendo que os parâmetros determinados nos corpos-de-prova de CCV serviram como referência comparativa. Nessa pesquisa, avaliou-se a influência das seguintes variáveis, consideradas com dois níveis cada: resistência à compressão (30 e 50MPa), composição granulométrica (granulometria fina e granulometria grossa) e diâmetro máximo do agregado (12 e 20mm). A avaliação da influência destas variáveis no comportamento mecânico do CAA foi feita a partir da dosagem de quatro tipos de concretos obtidos pela combinação das variáveis mencionadas. Os ensaios de flexão foram feitos de acordo com a recomendação do RILEM TC89-FMT, que se baseia no Método do Efeito de Tamanho. Os resultados indicam que os CAA tendem a se comportarem de modo mais frágil do que os CCV de referencia.



Please click here to visualize the most recent issue