Potencial de corrosão: influência da umidade, relação água/cimento, teor de cloretos e cobrimento

Marcelo HF Medeiros, Francielle C Rocha, Ronaldo A Medeiros-Junior, Paulo Helene

Abstract


O método de medida de potencial de corrosão é utilizado como uma forte ferramenta eletroquímica de auxílio ao monitoramento da corrosão das armaduras de estruturas de concreto armado. Como critério de avaliação dos resultados é comum que sejam adotadas as faixas de potencial de corrosão e sua correlação com a probabilidade de corrosão, preconizadas pela ASTM C 876:2009. Com este critério, se bem utilizado, é possível estabelecer um quadro claro da situação termodinâmica de corrosão na estrutura ou, eventualmente, no corpo de prova em laboratório. Porém, o método sofre a influência de inúmeros fatores ligados ao concreto, ao ambiente e aos procedimentos adotados no momento da efetuação das leituras. Baseado nisto e visando fornecer informações para orientar o meio técnico e científico que faça uso correto deste tipo de método de avaliação não destrutiva, o objetivo deste trabalho é avaliar alguns dos possíveis fatores de influência nas medidas de potencial de corrosão, são eles: teor de umidade do concreto, relação água/cimento, espessura do cobrimento das armaduras e grau de contaminação por cloretos. Os resultados indicam que a umidade e o grau de contaminação do concreto por íons cloretos tendem a tornar o potencial de corrosão mais eletronegativo. Além disso, foi verificado que a influência do cobrimento é diferente para o caso de concreto contaminado (1% de cloretos em relação à massa de cimento) e não contaminado com cloretos.



Please click here to visualize the most recent issue